Dois alunos do Projeto Social Dançar a Vida participaram de um dos maiores festivais de dança do mundo

Aos 8 anos de idade, quando iniciaram ballet na Escola Petite Danse (através do Projeto Social Dançar a vida), Jonatas Soares e Denilson Almeida não poderiam imaginar que chegariam tão longe. Em fevereiro de 2017, aos 16 anos, eles participaram de um dos maiores festivais de dança do mundo: O Prix de Lausanne, na Suíça.

Não é fácil conseguir uma vaga nesse festival tão disputado. A seleção acontece por vídeos e seletivas presenciais na Ásia e América do sul. A concorrência é sempre muito grande; esse ano foram mais de 300 vídeos enviados e centenas de candidatos participando das seletivas. Apenas 68 bailarinos foram aprovados, entre meninos e meninas do mundo inteiro. Desse total, apenas 7 eram brasileiros e 2 da Escola Petite Danse.

O motivo desse interesse é simples: durante uma semana inteira, os bailarinos ficam imersos no festival. Diretores e professores das maiores companhias de dança do mundo, param suas atividades e doam seu tempo e conhecimento para esses futuros bailarinos. São aulas, palestras, ensaios com coachings renomados, feedbacks individuais e apresentações clássicas e contemporâneas. É o sonho de qualquer bailarino.

São 5 dias de muita aula e aprendizado. No sexto dia, acontece a noite competitiva, onde todos participam com coreografias clássicas e contemporâneas. Nessa apresentação, eles são avaliados pelos jurados, que selecionam 20 candidatos para participar da grande final.

No sétimo dia, apenas os finalistas se apresentam e no final, acontece a cerimônia de premiação.
Além de toda experiência, os bailarinos são tratados como estrelas: recebem lanches, massagem, são convidados para entrevistas em canais de TV, ganham camisas, flores, elogios, aplausos e outros mimos!

Quanto aos nossos bailarinos, ambos tiveram um ótimo desempenho no festival:
Denilson Almeida foi selecionado entre os 20 finalistas do festival. Recebeu o prêmio Artístico Nureyev, além de 6 bolsas de estudo para escolas de dança renomadas nos USA e Europa. Entre elas, o Royal Ballet, em Londres. Essa foi a opção do bailarino, que já está com contrato assinado para iniciar em Agosto de 2017.

Jonatas Soares recebeu 4 bolsas de estudos para grandes escolas na Europa. Em destaque, um convite como trainee do Dutch National Ballet, na Holanda. Em Agosto de 2017, ele também embarca para Europa nesse grande desafio.
Nossa experiência foi registrada através de vídeo blogs diários. Vocês podem assistir aqui: